Anúncios

Arquivo da categoria: Publicações e Textos Acadêmicos

Escrita acadêmica voltada a TCC-TFG em Arquitetura e Urbanismo : as Referências bibliográficas

A grande maioria das Universidades brasileiras que ministram o curso de Arquitetura e Urbanismo exige que o formando entregue no último semestre do curso junto com o seu Trabalho Final de Graduação (TFG) ou Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) uma Monografia. Essa exigência segue as resoluções do Ministério da Educação para o Ensino Superior.

Em Arquitetura, o TFG/TCC geralmente envolve o Projeto de uma Edificação, em lote definido pelo aluno, seguindo os parâmetros legais referentes à localização do mesmo. Algumas Universidades permitem Trabalhos menos focados no objeto edificado e também tem como TFG/TCC projetos mais ligados às questões urbanas e desenho da cidade. Algumas possibilitam, ainda, a criação de mobiliários ou mesmo trabalhos voltados à Pesquisas Qualitaivas/Quantitativas/Estudos de Caso/Pesquisas de Campo/Revisão Teórica, etc.

Seja qual for o estilo do TFG/TCC um aspecto é comum a todos: os trabalhos vêm acompanhados de uma Monografia, que é entregue com algumas semanas de antecedência aos Professores convidados a participar da Banca de Avaliação.

Esta Monografia tem que seguir o que diz a NBR 14.724 – Trabalhos acadêmicos – Apresentação, onde são apontados todos os itens textuais que o trabalho deve abordar: desde o tamanho da folha, recuos e eapaçamentos, tipos de fontes adequadas, itens a serem apresentados, etc.

Esta Norma, por sua vez, vai se referir a outras Normas essenciais a escrita acadêmica, sendo as principais a NBR 6023 – Referências – Elaboração , NBR 6027 – Sumário, NBR 6028 – Resumo, e NBR 10.520 – Citações em documentos – Apresentação.

Cada Instituição de Ensino Superior costuma fazer uma espécie de “resumão” destas Normas, de forma a facilitar a consulta de seus discentes, agrupando-as e formatando a padronização de sua produção acadêmica. Na falta desta resolução, prevalecem as Normas.

Neste primeiro Post sobre o assunto vamos focar em uma questão fundamental que sempre gera muitas dúvidas: a elaboração do item Referências Bibliográficas (que vai ao final da Monografia).

Todo e qualquer trabalho acadêmico deve ser necessariamente escrito partindo-se do seguinte pressuposto: o leitor, a princípio, não necessariamente é expert no assunto/tema sobre o qual você está escrevendo.

Em outras palavras, a Monografia, num primeiro momento, será lida pelos Professores que irão avaliar o trabalho mas em seguida será incluída na Biblioteca de sua instituição para que futuras pessoas interessadas no mesmo assunto/tema possa utilizá-la como referência.

Tendo isso em mente, seu texto deve ser claro, objetivo e embasado. A escrita deve seguir os padrões formais da língua e deve ter uma coerência linguística – alguns autores preferem escrever na terceira pessoa do plural – isto você deve conversar com seu orientador.

O mais importante é que seu trabalho deve citar outros trabalhos – pense da seguinte forma: a maior parte das argumentações que você queira escrever possivelmente já foram escritas por alguém. Isto longe de ser algo ruim é algo extremamente importante para dar solidez e embasamento às suas considerações.

Por exemplo, ao descrever o Lugar Urbano onde seu projeto se situa, certamente você encontrará em Dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado o material que você precisa: Histórico do Bairro é um exemplo clássico. Evite, sempre, se basear em textos da internet cujas fontes nem sempre são confiáveis (exceto, por exemplo, Sites de Prefeituras)

A seguir, apresentamos as três principais fontes de informações que devem contar de um trabalho acadêmico: dissertações/teses, livros e artigos.

  • A forma correta se se citar uma Tese nas Referências bibliográficas é:

DEGREAS, Helena Napoleon. Paisagem paulistana: sincretismo e fragmentação. 1999. Tese (Doutorado em Arquitetura) – FAU/USP, São Paulo, 1999.

Ou seja: SOBRENOME, Nome Autor. Título em negrito: subtítulo sem negrito se houver. Ano da defesa. Tese ou Dissertação (Doutorado ou Mestrado em Arquitetura) – Universidade, Cidade, Ano da defesa.

  • Ao justificar a inserção urbana de seu Projeto, é bastante comum citarem a escritora Jane Jacobs (sim, a grande pensadora das cidades não era urbanista nem arquiteta). Neste caso, você precisa ter o livro em mão pois precisará das seguintes informações:

JACOBS, Jane. Morte e vida de grandes cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

Ou seja: SOBRENOME, Nome Autor. Título em negrito: subtítulo sem negrito se houver. Cidade em que o livro foi impresso: Editora, data da impressão.

19184354_1368934219829145_2020927079_n

  • Artigos publicados em revistas, periódicos ou mesmo online também são excelentes fontes de informação:

screenshotOu seja: SOBRENOME, nome Autor (a expressão latina et al é usada para indicar que há mais de 3 autores). Título do Artigo. Nome da Revista em negrito. Cidade, mês (abreviado) ano. Disponível em: (colocar o link do site, completo, entre símbolo de maior/menor. Acesso em: (colocar a data em que você visitou o site)

 

Estes são apenas os principais exemplos. Você precisa estudar a íntegra da NBR 6023 para encontrar as outras formas de Referências Bibliográficas que podem acontecer: livros com mais de um autor, textos de jornal impresso/online, legislações etc.

Uma ferramenta online que auxilia bastante, para quem está iniciando, é o Menthor (clique aqui). Para citações mais complexas eu utilizo o More (clique aqui)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Palestra: “Projeto de Arquitetura: um olhar a partir das diversas Legislações e NBR’s”

Tivemos o prazer de dar uma palestra hoje (07/11/16) na abertura da Semana Cultural de Arquitetura e Design da Universidade Guarulhos UnG.

O tema, “Projeto de Arquitetura: um olhar a partir das diversas Legislações e NBR’s“, reflete uma filosofia de pensar o Projeto de Arquitetura dentro de uma série de contextos: histórico, social, político, econômico mas sem dissociar o “saber fazer” com o “poder fazer”: as Posturas Municipais, Códigos de Obras, Planos Diretores, Zoneamentos, Bombeiros, NBR’s, Anvisa, etc compõe um panorama complexo que o Arquiteto e Urbanista precisa considerar no ato de projetar.

Apresentação em palestra-ung_r02 e palestra-ung_r02.

Dissertação de Mestrado – PROARQ/FAU/UFRJ

ATUALIZADO: link no site Academia.edu (clique aqui)

Dissertação de Mestrado, defendida em Maio de 2007, no Programa de Pós Graduação em Arquitetura da UFRJ. Orientação do Prof. Dr. Paulo Afonso Rheingantz.

SBARRA, Marcelo. Observação incorporada e análise do discurso no contexto do pós-estruturalismo e da pós-modernidade: Revisão crítica da contribuição do grupo ProLUGAR para a avaliação pós-ocupação e para a pesquisa em arquitetura. Rio de Janeiro: PROARQ/FAU/UFRJ, 2007.

Dissertação de Mestrado (SBARRA, 2007)

Link do site do Grupo ProLUGAR

Link do site do PROARQ

SBARRA, 2007

SBARRA, 2007

 

Dissertação de Mestrado – PROARQ/FAU/UFRJ

Dissertação de Mestrado, defendida em Maio de 2007, no Programa de Pós Graduação em Arquitetura da UFRJ. Orientação do Prof. Dr. Paulo Afonso Rheingantz.

SBARRA, Marcelo. Observação incorporada e análise do discurso no contexto do pós-estruturalismo e da pós-modernidade: Revisão crítica da contribuição do grupo ProLUGAR para a avaliação pós-ocupação e para a pesquisa em arquitetura. Rio de Janeiro: PROARQ/FAU/UFRJ, 2007.

Dissertação de Mestrado (SBARRA, 2007)

Link do site do Grupo ProLUGAR

Link do site do PROARQ

SBARRA, 2007

SBARRA, 2007

 

Design Compartilhado

interiores | design | artes | comportamento | educação | sustentabilidade by*Prof.Eduardo Munhoz

concursosdeprojeto.org

| portal e revista eletrônica | concursos de arquitetura e urbanismo |

Roberto Sakamoto

ambiente. paisagem. urbanismo. arquitetura. >educação

Helena Degreas

Educação em Arquitetura, Urbanismo, Paisagismo, Design e Desenho Universal

Blog do TFG

arquitetura, urbanismo e paisagismo

%d blogueiros gostam disto: