Projetar depende de uma série de fatores técnicos: um deles são as dimensões mínimas de ambientes, definidas por uma série de normas/legislações (Códigos de Obras de cada municipalidade, NBR’s, Leis, etc.). Um simples banheiro reúne uma série de questões a serem observadas.

Aqui no Município de São Paulo, por exemplo, o Código de Obras exige que os banheiros residenciais permitam a inscrição de um círculo com 80 cm de diâmetro em seu piso – sem interferir com as peças fixas, como lavatórios e bacias sanitárias. A sua ventilação pode ser por intermédio de ventilação forçada/ventokit ou ventilação direta.

É importante observar medidas mínimas que possibilitem o conforto ao usuário. No desenho abaixo exemplificamos uma solução que atende ao Código de Obras do Município de São Paulo. O pé-direito (distância do piso acabado ao forro) deve ter, no mínimo, 2,30m.

dimensões mínimas de ambientes
Dimensões mínimas para um banheiro residencial, atendendo ao Código de Obras do Município de São Paulo

Imaginar 3 faixas de 80cm que atendam às três funções básicas de um banheiro facilita a resolução do projeto. Observe que, nesse caso, estamos falando de medidas acabadas – para as medidas em osso, acrescentamos a espessura do revestimento (no caso, considerei 1,5cm de revestimento cerâmico em cada parede).

Em geral, devemos considerar um shaft para instalações hidráulicas junto ao chuveiro – facilita a descida de prumadas e a manutenção. Seu fechamento geralmente é feito em drywall (por isso a representação diferente das alvenarias comuns) e sua profundidade é de cerca de 20cm (depende das necessidades do projetista de instalações).

Observação importante: estas informações são direcionadas a projetos acadêmicos – para projetos “da vida real” é indispensável a contratação de um Arquiteto para a verificação das necessidades de seu projeto e adequações a legislação de sua municipalidade.

 

ANÚNCIO

ANÚNCIO

ANÚNCIO

ANÚNCIO